Investigadores creem que massacre de Istambul foi lançado pelo EI

Istambul, 2 Jan 2017 (AFP) - O autor do ataque que matou 39 pessoas em uma boate de Istambul na madrugada de domingo está vinculado ao grupo Estado Islâmico (EI) e pode ser proveniente da Ásia Central, declarou nesta segunda-feira o jornal Hurriyet.

Segundo os investigadores, o atirador pode ser procedente de Quirguistão ou Uzbequistão e pertencer ao Estado Islâmico, em particular à célula que cometeu o triplo atentado suicida do aeroporto de Istambul, que em junho passado deixou 47 mortos, indicou o jornal sem citar uma fonte precisa.

Por sua vez, o jornal afirmou que os serviços de inteligência e a polícia haviam recebido informações sobre um risco de ataque do EI durante o Ano Novo em várias cidades da Turquia.

Em dezembro, a polícia prendeu várias pessoas por causa desta ameaça.

Em outro artigo, o repórter Abdulkadir Selvi afirmou que no dia 30 de dezembro os serviços de inteligência dos Estados Unidos advertiram a Turquia de que havia um risco de atentado em Istambul ou Ancara na noite de Ano Novo.

Até o momento, as autoridades não responsabilizaram nenhum grupo pelo ataque de domingo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos