Pequim lança advertência a separatistas de Hong Kong

Pequim, 2 Jan 2017 (AFP) - Pequim não deixará que ninguém prejudique a estabilidade da China continental por meio de Hong Kong, afirmou o chefe do escritório de relações da China com Hong Kong, Zhang Xiaoming, em clara advertência ao movimento separatista local.

"No que diz respeito a Hong Kong, ninguém está autorizado a realizar atividades que prejudiquem a soberania e a segurança nacionais, ou a desafiar a autoridade governamental ou a lei fundamental de Hong Kong, ou utilizá-las para infiltrar-se ou sabotar a estabilidade social e política da China continental", afirmou, em uma entrevista ao canal público CCTV.

A Grã-Bretanha restituiu em 1997 à China este território em virtude de um acordo que garante durante 50 anos liberdades desconhecidas em outras partes da China. Mas inúmeras vozes se mostram preocupadas ante uma erosão dessas liberdades e uma ingerência crescente por parte de Pequim.

As tensões entre China e o enclave aumentaram em novembro, depois que Pequim impediu a posse de dois novos deputados, Yau Wai-ching e Baggio Leung, que leram deliberadamente de forma audaciosa o juramento para assumir o cargo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos