Sírio é detido na Alemanha por pedir dinheiro ao EI

Berlim, 2 Jan 2017 (AFP) - A polícia e a procuradoria alemã informaram, nesta segunda-feira, que um sírio de 38 anos de idade foi detido no sábado suspeito de financiar o terrorismo. Ele se ofereceu ao Estado Islâmico(EI) para cometer atentados com caminhões bomba, em troca de 180 mil euros.

O suspeito foi detido provisoriamente por "financiamento do terrorismo", que inclui receber ou pedir dinheiro para atentados. O delito pode ser penalizado com seis meses a dez anos de prisão.

Segundo a procuradoria de Sarrenbruck, localizada no oeste da Alemanha, as investigações não demonstraram nenhuma "preparação concreta" de um ataque e essa qualificação penal não pode ser aplicada nesse caso. O suspeito solicitou asilo ao país quando chegou à Alemanha, no final de 2014.

Por outro lado, a investigação revelou as trocas de mensagem criptografadas deste homem com um interlocutor sírio: "ele sabia que estava em condições de obter dinheiro do EI para financiar o terrorismo".

O suspeito pediu 180 mil euros para "fornecer e maquiar" caminhões repletos de explosivos, lançá-los contra a multidão e deixar muitos mortos "não muçulmanos", explica a procuradoria.

O objetivo seria realizar ataques "na Alemanha, França, Bélgica e Holanda", especificou a polícia em um outro comunicado, afirmando também que se tratava de um plano ainda "longe de começar a ser concretizado".

O suspeito justificava o montante pedido calculando um preço de 22.500 euros por cada caminhão, que seria carregado com 400 a 500kg de explosivos.

Advertida por um informante, a polícia federal informou na sexta-feira à polícia do estado federal de Sarre, que deteve o suspeito no sábado em sua casa no bairro de Burbach de Sarrebruck, às 04h00 do horário local.

De acordo com a mesma fonte, a busca em seu apartamento não revelou "nenhum elemento que provasse uma ameaça concreta para as festas de Ano Novo.

Um homem, provavelmente o tunisiano Anis Amri, abatido pela polícia italiana dia 23 de dezembro, lançou um caminhão roubado contra uma multidão em um mercado de Natal em Berlim, no dia 19 de dezembro. Antes, ele havia assassinado o motorista polaco do veículo.

Os investigadores seguem procurando eventuais cúmplices do tunisiano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos