Ataque aéreo mata 25 na Síria, entre eles, extremistas

Beirute, 3 Jan 2017 (AFP) - Pelo menos 25 membros do grupo Frente Fateh al-Sham, incluindo vários de seus líderes, morreram nesta terça-feira (3) em um ataque de aviões não identificados contra uma sede desse ex-braço sírio da Al-Qaeda na província de Idleb (noroeste) - afirmou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O OSDH relatou que o ataque teve como alvo "uma das sedes mais importantes do grupo" na Síria, mas não informou sua origem - a coalizão internacional dirigida pelos Estados Unidos, ou a Rússia e seu aliado, o governo de Bashar al-Assad.

"Ao menos 25 membros (do grupo), entre eles seus chefes, morreram na localidade de Sarmada, onde estavam em uma reunião", disse à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Em mensagem criptografada no aplicativo Telegram, a Frente Fateh al-Sham acusou a coalizão internacional de ter lançado o ataque e se referiu a "mais de 20 mortos".

Segundo um correspondente da AFP, vários bombardeios tiveram como alvo outros lugares em Sarmada, entre eles uma barragem em poder da Frente Fateh al-Sham.

Essa organização extremista está excluída da trégua em vigor na Síria desde a última quinta-feira (29) e que é patrocinada por Rússia, aliada de Damasco, e Turquia, apoio dos insurgentes.

Grande parte da província de Idleb está nas mãos da Fateh al-Sham e de grupos rebeldes aliados.

No domingo, ataques aéreos na região de Sarmada tiveram dois automóveis como alvo. Os veículos transportavam três chefes da Frente Fateh al-Sham na Síria, mortos na ofensiva, de acordo com o OSDH.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos