Começa julgamento de torcedores do Chelsea acusados de racismo

Paris, 3 Jan 2017 (AFP) - O julgamento de quatro torcedores do Chelsea, acusados de racismo em incidente filmado em Paris, em 17 de fevereiro de 2015, um dia antes do jogo entre o clube londrino e Paris Saint-Germain, foi iniciado nesta terça-feira.

O vídeo, que foi divulgado pelo jornal britânico The Guardian, mostra os torcedores bloqueando a entrada de um homem negro em um vagão do metrô da capital francesa, um dia antes do Chelsea enfrentar o PSG pelas oitavas de final da Liga dos Campeões.

Dois dos quatro acusados estavam presentes na abertura do processo, que começou às 13h00 no horário local (10h00 no horário de Brasília). A pena pode chegar a sete anos de prisão, além da aplicação de uma multa de 100 mil euros.

"Não perdoo, não perdoarei jamais", declarou o franco-mauritano de aproximadamente 30 anos que foi empurrado quando tentava entrar no vagão.

Três dos quatro acusados já foram condenados em Londres em julho de 2015. Eles foram proibidos de entrar em estádios esportivos, dentro e fora do Reino Unido, por cinco anos. O quarto acusado foi condenado a três anos de proibição por ter cantado junto aos seus companheiros: "somos racistas e gostamos".

O Chelsea baniu para sempre os torcedores do estádio Stamford Bridge.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos