Maduro nomeia novo vice-presidente

Caracas, 5 Jan 2017 (AFP) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, nomeou nesta quarta-feira como seu novo vice-presidente o jovem governador do estado de Aragua, Tareck El Aissami.

"Designei como vice-presidente executivo da República o companheiro Tareck El Aissami, para que assuma esta etapa 2017-2018, com sua juventude, com sua experiência, com seu compromisso e sua valentia", anunciou Maduro em reunião do gabinete transmitida pela TV estatal.

Como vice-presidente, Tareck El Aissami, 42 anos, assumirá a direção do país caso ocorra um referendo revogatório de mandato em 2017 e Maduro seja derrotado.

"Temos que seguir recuperando o que Chávez nos ensinou: governar obedecendo o povo (...), o socialismo é o caminho para se salvar a pátria, não o capitalismo, não a burguesia, não a direita terrorista e criminosa", disse El Aissami no Twitter.

A coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) - que controla o Parlamento - anunciará em breve sua nova estratégia contra Maduro, e poderá ou não seguir com a iniciativa do referendo revogatório.

Em 2016, o referendo provocaria a convocação de novas eleições, mas se Maduro perder o cargo a partir de 10 de janeiro, El Aissami assume a presidência até o final de 2018.

El-Aissami substitui Aristóbulo Istúriz, 70 anos, como parte da reestruturação do gabinete anunciada por Maduro para "recuperar e expandir a revolução bolivariana em todos os planos; moral, econômico, político e internacional".

O novo vice-presidente, de origem sírio-libanesa, foi líder estudantil, advogado e é um dos dirigentes mais influentes do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) como governador de Aragua, um dos Estados mais violentos do país.

"Disse a ele: 'Tareck, trabalhe noite e dia pela segurança do povo, na luta contra os criminosos, na luta para depurar as polícias regionais, na luta contra os terroristas da extrema direita", revelou Maduro.

Em 2005, El-Aissami foi eleito deputado da Assembleia Nacional, antes de o então presidente Hugo Chávez o designar vice-ministro da Segurança Cidadã, entre 2007 e 2008.

Chávez o nomeou em 2008 ministro das Relações Internas e Justiça, cargo que desempenhou durante quatro anos, antes de chegar ao governo de Aragua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos