Prisão perpétua para dois soldados na primeira sentença por golpe fracassado na Turquia

Istambul, 5 Jan 2017 (AFP) - Um tribunal turco condenou nesta quinta-feira à prisão perpétua dois soldados considerados culpados de envolvimento na tentativa de golpe de Estado de julho, a primeira sentença desde a crise, informou a imprensa turca.

Os dois homens, lotados em uma delegacia da cidade de Erzurum (nordeste), foram acusados de violar a Constituição por seu papel no golpe frustrado.

Ancara culpa o pregador Fethulah Gülen, residente nos Estados Unidos, de estar por trás da tentativa de golpe de estado, o que o religioso nega.

O Parlamento turco aprovou esta semana uma moção apoiada pelo governo para ampliar por três meses o estado de emergência decretado depois da tentativa de golpe de 15 de julho para derrubar o presidente Recep Tayyip Erdogan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos