Chefe do grupo extremista Fateh al-Sham morre em bombardeio na Síria

Beirute, 6 Jan 2017 (AFP) - Um dos chefes do grupo extremista Fateh Al-Sham foi abatido nesta sexta-feira (6) por um "drone" no noroeste da Síria - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Há semanas, esse ex-braço sírio da Al-Qaeda segue sob ataque aéreo.

"Um dirigente do Fateh Al-Sham, chamado Abulhasan Tftanaz, morreu em bombardeios de drone" na região de Taftanaz, na província de Idlib, afirmou o Observatório.

"Outro dirigente e o filho de Abulhasan morreram no mesmo bombardeio", ressaltou o OSDH.

Na quinta-feira (5), o Pentágono anunciou a morte de cerca de 20 combatentes da Al-Qaeda em dois bombardeios, realizados no domingo (1º) e na terça (3), na província de Idlib. Segundo o OSDH, pelo menos 35 membros do Fateh Al-Sham foram mortos desde domingo.

O OSDH havia indicado que ambos os bombardeios foram dirigidos, principalmente, contra um quartel-general do Fateh Al-Sham perto da localidade de Sarmada.

Grande parte da província de Idlib está nas mãos do Fateh Al-Sham e de grupos rebeldes aliados.

Também nesta sexta, as Forças Democráticas Sírias (FDS) - uma aliança curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos - conquistaram uma antiga fortaleza próxima à maior prisão do grupo Estado Islâmico (EI) perto de Raqa, no norte da Síria, informou o OSDH.

O Observatório relatou que a fortaleza foi capturada depois de uma sangrenta batalha com os extremistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos