Obama pede para que americanos trabalhem unidos

Washington, 7 Jan 2017 (AFP) - O presidente americano Barack Obama falou neste sábado sobre a importância dos cidadãos comuns trabalharem em conjunto para promover a mudança, em uma prévia do que será sua mensagem de despedida no pronunciamento que fará em Chicago na próxima semana.

Muitos presidentes fizeram discursos de despedida ao deixarem a Casa Branca, uma tradição que teve início com o primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington, em 1796.

"O fio condutor de minha carreira foi a noção de que, quando os cidadãos comuns se envolvem uns com os outros e atuam unidos em esforço coletivo, as coisas mudam para melhor", disse Obama em comunicado semanal à rádio e internet.

"Essa é a convicção que se encontra no coração desse precioso experimento americano de autogoverno. É o que permite trabalhar e ter objetivos a cada nova geração", ressaltou.

Obama convidou os americanos a "lembrar que os Estados Unidos sempre tiveram uma história contada por meio de um amplo horizonte temporal, com altos e baixos, interrompida às vezes por adversidades, porém escrita por gerações de cidadãos que, de alguma forma, trabalham juntos, sem alardes, para formar uma união perfeita".

Ele chamou atenção também para as conquistas de seu governo, como seus enormes avanços no sistema de saúde, a volta de tropas que estavam no Iraque e no Afeganistão, o êxito em um acordo nuclear com o Irã, e por ter possibilitado o envolvimento de todos em um acordo climático.

"Sem dúvidas, nosso trabalho está e sempre continuará inacabado. Esse é o imperativo da cidadania: a ideia de que, com trabalho duro, as pessoas que amam seu próprio país podem mudá-lo".

O presidente, nascido no Havaí, explicou que decidiu pronunciar seu discurso de despedida na próxima terça-feira, em Chicago, "não apenas por ser a cidade na qual nasci - e onde conheci minha mulher e formei uma família -, mas principalmente porque foi onde iniciei minha carreira no serviço público".

A Casa Branca avisou que esta será a primeira vez que um presidente volta à sua cidade natal para pronunciar seu discurso de despedida.

Ao comentar anteriormente que já começou a rascunhar o texto que será lido, o presidente assinalou que vai falar sobre os oito anos de sua presidência e também sobre o futuro.

"Vejo como uma oportunidade de agradecer por esta extraordinária aventura, de fazer um reconhecimento à forma com que vocês mudaram este país para melhor ao longo de oito anos e fazer alguns reflexões sobre nosso futuro", explicou.

"Ser presidente de vocês foi um privilégio em minha vida. Continuarei ao lado de vocês como cidadão", tuitou Obama no domingo, no Havaí.

"A mudança chegou aos Estados Unidos", afirmou o primeiro presidente negro da história do país há oito anos, na noite de sua vitória, em 5 de novembro de 2008.

O democrata Obama, de 55 anos, passará a presidência americana ao republicano Donald Trump no dia 20 de janeiro, em Washington.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos