Liberais europeus rejeitam aliança com Movimento Cinco Estrelas

Bruxelas, 9 Jan 2017 (AFP) - Os Liberais europeus rejeitaram nesta segunda-feira um projeto de aliança no Parlamento de Estrasburgo com o italiano Movimento Cinco Estrelas (M5S), uma associação inesperada que dividia a Aliança dos Liberais e Democratas pela Europa (ALDE).

"Cheguei à conclusão de que não existem garantias suficientes para concluir um programa comum visando reformar a Europa", disse na tarde desta segunda-feira o presidente da ALDE, Guy Verhofstadt.

"Não existem pontos comuns suficientes para dar prosseguimento à integração do Movimento Cinco Estrelas à ALDE. Persistem muitas divergências sobre assuntos europeus essenciais", destacou Verhofstadt, que se apresentará no dia 17 de janeiro à presidência do Parlamento Europeu para suceder o social democrata alemão Martin Schulz.

Entre domingo e segunda-feira, 78,5% dos militantes do Cinco Estrelas votaram pela separação do grupo Liberdade e Democracia Direta (EFDD) visando à aliança com a ALDE.

O movimento italiano optou por romper com o grupo parlamentar também integrado pelos eurodeputados britânicos do antieuropeu Partido para a Independência do Reino Unido (UKIP).

Vários ativistas manifestaram seu ceticismo pela surpreendente mudança de posição do Cinco Estrelas, que até recentemente defendia a saída da Itália da zona do euro através de um referendo e agora busca se aliar a um dos grupos mais pró-integração do Parlamento Europeu.

Com o Cinco Estrelas, a ALDE teria se tornado a terceira força política do Parlamento Europeu, atrás apenas do Partido Popular Europeu (PPE, centro direita) e do grupo dos os Socialistas e Democratas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos