Trump nomeia genro para alto assessor da Casa Branca

Nova York, 9 Jan 2017 (AFP) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira a designação de seu genro, Jared Kushner, promotor imobiliário e editor de revistas, como alto conselheiro da Casa Branca, ignorando várias questões legais e éticas.

"Jared tem sido um ativo tremendo e um assessor de confiança através da campanha e da transição, e estou orgulhoso por tê-lo em um papel de liderança no meu governo", declarou Trump.

O jovem Kushner, um judeu ortodoxo que fará 36 anos nesta terça-feira, é casado com a filha mais velha de Trump, Ivanka, com quem tem três filhos.

Vários analistas estimam que a designação de Jared pode violar a lei federal de nepotismo e representar conflito de interesses entre seus negócios e o trabalho para o governo.

"Kushner está determinado a respeitar as leis federais americanas em matéria de ética e estamos em contato com o bureau federal de ética governamental sobre as medidas a adotar", disse Jamie Gorelick, advogado de Kushner na empresa WilmerHale e procurador-geral no governo de Bill Clinton.

Kushner preside uma grande empresa imobiliária, herdada de seu pai.

Proprietário de uma revista imobiliária e de outra destinada à elite de Manhattan, Kushner conquistou a confiança de seu sogro ao administrar com excelência sua campanha nas redes sociais.

Segundo o jornal The New York Times, a equipe de transição de Trump teria pedido aos responsáveis do governo de Barack Obama que entreguem a Kushner tudo sobre o tema de política externa que possa merecer a atenção do novo presidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos