Ataque aéreo contra escola deixa cinco mortos no Iêmen

Sana, 10 Jan 2017 (AFP) - Um bombardeio atribuído à coalizão liderada pela Arábia Saudita deixou cinco mortos e 13 feridos nesta terça-feira em uma escola no norte do Iêmen, região controlada pelos rebeldes xiitas huthis, indicaram fontes médicas e militares.

A agência de notícias rebelde Saba forneceu um balanço de oito mortos e 15 feridos.

Entre os mortos, figuram dois estudantes, o diretor e três funcionários da escola, que se encontra no distrito de Nihm, nordeste da capital Sana.

Uma fonte militar confirmou o ataque aéreo e acusou os rebeldes pró-iranianos de ter colocado veículos blindados perto da escola alcançada pelos mísseis.

Organizações não-governamentais acusam regularmente a coalizão árabe, que intervém desde março de 2015 no Iêmen em apoio às forças governamentais, de alcançar os alvos rebeldes e de causar inúmeras vítimas civis.

Em agosto de 2016, a Médicos Sem Fronteiras (MSF) declarou que ataques aéreos em uma escola corânica em Haydan, na província de Saada, controlada pelos huthis, deixaram 10 mortos e 28 crianças feridas.

A coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita afirmou então que apontou contra um centro de treinamento onde os rebeldes formavam, segundo ela, crianças-soldados.

O conflito em Iêmen deixou mais de 7.350 mortos e 39.000 feridos em 20 meses, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

bur-faw/ak/ras/jri/ra/pa/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos