Mais de um milhão de pessoas foram punidas por corrupção na China desde 2012

Em Pequim

  • Getty Images/iStockphoto

Um total de 1,2 milhão de pessoas foram punidas desde o início de 2012 na atual campanha contra a corrupção na China.

Cerca de 2.600 fugitivos foram repatriados e as autoridades apreenderam bens no valor de 8,6 bilhões de yuans (cerca de R$ 3,9 bilhões), afirmou a Comissão Central de Inspeção Disciplinar (CCDI) do Partido Comunista da China (PCC), encarregada da campanha contra a corrupção nos quadros comunistas.

No entanto, em 2016, pela primeira vez desde o início da campanha, diminuiu o número de casos de corrupção assinalados à comissão.

Em 2016, 57.000 integrantes do PC chinês se apresentaram de forma voluntária ante as autoridades anticorrupção.

Desde sua chegada ao poder em 2012, o presidente Xi Jinping supervisiona uma campanha de impacto público contra a corrupção.

Alguns analistas consideram que essa campanha contra um mal profundo na sociedade chinesa é, além disso, um instrumento para eliminar adversários políticos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos