República Dominicana interroga representante da Odebrecht

De Santo Domingo

  • Marivaldo Oliveira/Código 19/Folhapress

As autoridades da República Dominicana interrogaram nesta terça-feira (10) o gerente-geral da Odebrecht no país, Marcelo Hofke, como parte da investigação para identificar funcionários beneficiados com os 92 milhões de dólares em subornos pagos pelo grupo.

Após seis horas de interrogatório, o procurador-geral da República, Jean Alain Rodríguez, declarou que o depoimento de Hofke "não foi satisfatório" sobre os subornos pagos entre 2001 e 2014.

Rodríguez interrogará nesta quarta-feira (11) o empresário dominicano Ángel Rondón, representante comercial da Odebrecht no país, que foi identificado por Hofke como a "pessoa que recebeu os 92 milhões".

Hofke estava no Brasil e viajou à República Dominicana especialmente para o interrogatório.

Segundo as investigações, os subornos foram pagos durante os governos dos presidentes Hipólito Mejía, Leonel Fernández e Danilo Medina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos