Rússia aceita EUA na mesa de diálogo sobre Síria em Astana

Genebra, 13 Jan 2017 (AFP) - A Rússia concordou que os Estados Unidos assistam às conversas de paz sobre a Síria, que acontecem em 23 de janeiro na capital do Cazaquistão - informou o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, nesta quinta-feira (12).

"Os Estados Unidos definitivamente deveriam ser convidados, e isso foi o que acordamos com a Rússia", disse o ministro à imprensa, em Genebra, depois de uma conferência internacional sobre o Chipre.

No mês passado, Rússia e Turquia acertaram um cessar-fogo, sem envolver os Estados Unidos. Washington já havia mediado tréguas anteriores.

O cessar-fogo começou em 30 de dezembro e levou alívio ao país. Em algumas áreas, porém, os confrontos continuaram.

"Precisamos manter o cessar-fogo", disse Cavusoglu, acrescentando que "isso é essencial para as conversas de Astana".

O ministro turco das Relações Exteriores disse que os convites para a mesa de diálogo serão enviados semana que vem e que Washington deve estar presente.

"Ninguém pode ignorar o papel dos Estados Unidos. E isso é uma posição de princípios para a Turquia", afirmou.

"Os que contribuíram, ou que vão contribuir, deveriam estar lá, e não apenas para as fotos de família. Já sabem o que quero dizer", completou.

O objetivo das conversas é "alcançar uma solução política, que é a melhor solução".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos