Francisco quer mobilizar os jovens do mundo

Cidade do Vaticano, 13 Jan 2017 (AFP) - O papa Francisco lançou nesta sexta-feira uma importante campanha para mobilizar os jovens do mundo inteiro sobre os problemas e mudanças da sociedade moderna.

Como ocorreu para o Sínodo sobre a família, o líder da igreja católica interrogará, através de um questionário, jovens de todas as culturas e nacionalidades, de entre 16 e 29 anos, sobre vários tipos de assuntos, inclusive os mais espinhosos, e em particular sobre suas dúvidas e críticas à religião.

"Os tenho em meu coração", escreveu o papa argentino na carta aos jovens que acompanha o documento preparatório para o Sínodo dos jovens, que será realizado em outubro de 2018, quando os bispos de todos os continentes se reunirão no Vaticano para debater sobre "juventude, fé e discernimento vocacional".

A igreja católica tenta assim "acompanhar os jovens em seu caminho existencial em direção à maturidade", explica o documento.

Os bispos abordarão, entre outros, um dos assuntos mais preocupantes para a igreja, o da crise de vocações, já que aumentou no mundo o pouco interesse dos jovens pelo sacerdócio e a vida religiosa.

O documento preparatório, dividido em vários capítulos, descreve primeiro a situação dos jovens no mundo de hoje e menciona aqueles que sofrem com as guerras e a violência, os que fogem de suas próprias terras e os que fazem parte de organizações criminosas, como os mais afetados.

Francisco convida os jovens a "fazer com que todos escutem seu grito, façam-o ressonar nas comunidades e façam-o chegar aos pastores".

O método de Francisco, com o que costuma quebrar tabus das sociedades modernas, gerou em outubro de 2014 e 2015, durante os dois sínodos dedicados à família, profundas divisões dentro da Igreja ante as mudanças sociais, entre elas o divórcio, a comunhão e a homossexualidade.

O questionário está dirigido a todos os jovens, inclusive aqueles que não são praticantes e aos "ni-ni", a geração que "não estuda nem trabalha", explicou a jornalistas o cardeal Lorenzo Baldisseri.

As perguntas serão publicadas em um site e as respostas enviadas serão elaboradas como base do documento de trabalho para os debates.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos