Iêmen: 26 mortos em combates entre rebeldes e forças do governo

Adem, 14 Jan 2017 (AFP) - Ao menos 26 pessoas, entre elas 21 rebeldes houthis, morreram desde sexta-feira em combates no Iêmen perto do estratégico estreito de Bab el Mandeb, enquanto as forças do governo avançam no setor, segundo equipes de resgate e autoridades.

O exército tenta desalojar os rebeldes de posições próximas a Bab el Mandeb, importante rota marítima que liga o mar Vermelho ao oceano Índico, no sudoeste do Iêmen.

Os combates se concentram em Dhubab, 30 km ao norte do estreito, desde que começou, há uma semana, uma ofensiva das forças leais apoiadas pela aviação e a marinha de guerra da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita.

O objetivo é recuperar 450 km do litoral do mar Vermelho, em mãos dos houthis, rebeldes da importante minoria zaidita, apoiados pelos partidários do ex-presidente iemenita Alí Abdalá Saleh. O trecho inclui as cidades de Moja, Hodeida e Midi, perto da fronteira saudita.

Doze corpos de militantes houthis, que morreram em combates noturnos, foram levados no sábado para um hospital da cidade de Hodeida, controlada pelos rebeldes, indicou um responsável médico, que acrescentou que o local também recebeu 23 feridos.

Outros nove houthis morreram durante a noite em um ataque aéreo da coalizão militar árabe contra um grupo de rebeldes na zona de Zaydiya, na província de Hodeida, segundo um responsável de segurança.

A cidade portuária de Hodeida fica cerca de 200 km ao norte de Dhubab, onde as forças do governo avançaram contra os rebeldes.

Além disso, cinco soldados morreram e 14 ficaram feridos em combates na noite passada, segundo um responsável médico do hospital de Aden (sul).

bur-faw/ak/feb/iw/pa/jz/db

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos