Trump ataca no Twitter ícone de direitos civis que chamou eleição de ilegítima

Washington, 14 Jan 2017 (AFP) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, atacou no Twitter neste sábado um proeminente legislador e ícone de defesa dos direitos civis que disse que não comparecerá à cerimônia de posse por considerar ilegítima a eleição do republicano.

"O congressista John Lewis deveria dedicar mais tempo a arrumar e ajudar seu distrito, que está em uma situação horrível e caindo aos pedaços (sem falar que está infestado pelo crime), em vez de reclamar falsamente sobre os resultados da eleição", publicou Trump no Twitter.

"Todos falam, falam, falam - sem ações nem resultados. Triste!", acrescentou.

Lewis, que representa um distrito no estado da Geórgia (sul) que inclui Atlanta e seus subúrbios, se tornou na sexta-feira o legislador democrata de mais alto perfil a boicotar a posse de Trump.

Pelo menos oito representantes democratas declararam publicamente que não comparecerão à cerimônia de posse de Trump no Capitólio, na próxima sexta-feira.

"Não vejo este presidente eleito como um presidente legítimo", disse Lewis no programa "Meet the Press", da NBC, em uma entrevista que irá ao ar no domingo.

"Acredito que os russos participaram ajudando este homem a ser eleito. E ajudaram a destruir a candidatura de Hillary Clinton", disse, acrescentando que esta será a primeira vez que ele vai perder a cerimônia de posse presidencial desde que se tornou membro do Congresso, em 1987.

Agências de inteligência americanas acusaram a Rússia de fazer ciberataques ao Comitê Nacional Democrata e de divulgar emails hackeados de assessores seniores de Hillary para tentar influenciar as eleições dos Estados Unidos.

Lewis, de 76 anos, é conhecido pelas suas décadas de trabalho em movimentos de defensa dos direitos civis. Ele marchou com Martin Luther King em 1963 em Washington, quando o líder fez o famoso discurso de "Eu tenho um sonho", e em 1965 participou da marcha em Selma, no Alabama, que ficou conhecida como "Domingo Sangrento".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos