Sete civis mortos em bombardeios do regime sírio perto de Damasco

Beirute, 15 Jan 2017 (AFP) - Ao menos sete civis morreram neste domingo em bombardeios do regime sírio na região de Wadi Barada, perto da capital, Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

As forças do governo bombardearam a localidade de Deir Qanun, detalhou o OSDH, que descreveu o ataque como o más mortífero nesta região desde a entrada em vigor de uma trégua nacional, em 30 de dezembro passado.

Pelo menos outras 20 pessoas ficaram feridas no ataque, algumas delas em estado grave.

Militantes do comitê de meios de Wadi Barada afirmaram no Twitter que os bombardeios afetaram um refúgio temporário onde havia mulheres e crianças deslocadas.

Cerca de 5,5 milhões de habitantes de Damasco sofrem com uma grande escassez de água desde 22 de dezembro, devido aos danos causados pelos combates entre rebeldes e as forças do governo na região de Wadi Barada, que abriga a principal fonte de abastecimento para a capital.

Os confrontos entre rebeldes e forças do regime se intensificaram na noite de sábado, após o assassinato de um responsável do governo que negociava para restabelecer o abastecimento de água na capital.

Ahmed al Ghadban se dirigia à fonte de Ain Al-Fijeh com equipes de manutenção do governo, quando foi abatido. Combatentes da oposição e responsáveis do governo se acusaram mutuamente do assassinato.

Ghadban, que tinha sido nomeado neste mesmo sábado, foi encarregado de supervisar as equipes que trabalham na reparação da rede de água em troca de um cessar das hostilidades e da retirada dos combatentes rebeldes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos