EUA e UE defendem TLC a dias da posse de Trump

Washington, 17 Jan 2017 (AFP) - Estados Unidos e União Europeia defenderam nesta terça-feira o acordo de livre-comércio transatlântico (TTIP), atualmente no limbo, a três dias da chegada ao poder de Donald Trump.

"Com a vontade política de dar prioridade aos ganhos de longo prazo para nossas economias e nossa relação em geral, Estados Unidos e União Europeia podem chegar a um acordo de alta qualidade que reforce a associação transatlântica", diz uma declaração conjunta da Comissão Europeia e da representação americana de Comércio(USTR).

Lançadas em 2013, sob a liderança do presidente Barack Obama, as negociações sobre o TTIP visam a abolir as barreiras alfandegárias e não tarifárias em ambos os lados do Atlântico, mas contam com a desaprovação da sociedade civil e de alguns países da Europa, como a França.

Seu futuro também foi prejudicado pela chegada de Trump ao poder, após uma campanha em que o futuro presidente americano denunciou reiteradamente supostos prejuízos dos acordos de livre-comércio, embora nunca tenha revelado sua posição específica sobre o TTIP.

Em sua declaração, a USTR e a Comissão expressaram a esperança de que as negociações sobreviverão à alternância de poder nos Estados Unidos.

"A razão econômica e estratégica para conseguir um acordo entre as duas maiores economias industrializadas não fizeram mais do que crescer desde 2013", indicaram.

Os dois blocos declararam ter chegado a um acordo para eliminar 97% das tarifas e barreiras não tarifárias para pequenas e médias empresas sem reduzir a proteção aos trabalhadores e ao meio ambiente, uma das principais preocupações dos opositores ao tratado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos