Rolls-Royce pagará US$ 810 milhões a Brasil, EUA e GB por casos de corrupção

Londres, 17 Jan 2017 (AFP) - O grupo britânico Rolls-Royce anunciou que pagará 671 milhões de libras, 810 milhões de dólares, às autoridades britânicas, americanas e brasileiras para encerrar um caso de corrupção no exterior.

Os acordos com as autoridades destes países, que ainda devem ser finalizados, têm o objetivo de colocar fim às acusações contra o grupo lançadas em 2012 por corrupção através de intermediários em vários mercados estrangeiros, disse o grupo na segunda-feira em um comunicado.

A Rolls-Royce pagará 497,3 milhões de libras ao escritório antifraude britânico Serious Fraud Office (SFO), 170 milhões de dólares ao Departamento de Justiça americano e 25,6 milhões de dólares às autoridades judiciais brasileiras.

O grupo afirma que divulgará uma estimativa do impacto destas multas em suas contas quando publicar seus resultados de 2016, previstos para 14 de fevereiro.

A Rolls-Royce, que enfrenta dificuldades em sua divisão de marinha, lançou um plano de economia drástico.

O escândalo que afeta o grupo começou no fim de 2012, quando anunciou ter precisado transmitir informações ao SFO devido a suspeitas de corrupção em mercados no exterior. Outros países abriram investigações posteriormente.

As autoridades britânicas suspeitam que o grupo incorreu em corrupção em China, Indonésia, Brasil e Nigéria.

A Rolls-Royce disse em 2014 que havia reduzido drasticamente a quantidade de intermediários aos quais recorria para tentar obter contratos no exterior e adotou um novo código de conduta que todos os funcionários devem assinar.

.

jbo/js/pa/acc/ma

ROLLS-ROYCE HOLDINGS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos