Seis funcionários da Cruz Vermelha estão entre mortos de ataque na Nigéria

Kano, Nigéria, 17 Jan 2017 (AFP) - Seis funcionários da Cruz Vermelha nigeriana estão entre as dezenas de mortos em um ataque aéreo lançado nesta terça-feira (17), acidentalmente, sobre um campo de deslocados no nordeste do país - anunciou o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR).

"Entre as vítimas dos ataques aéreos de hoje, em Rann, seis membros da Cruz Vermelha nigeriana foram mortos, e 13 feridos", declarou à AFP um porta-voz do CICR, via SMS.

Abba Abiso, que vive no local, contou à AFP que pelo menos 25 pessoas morreram, e muitas outras ficaram feridas.

O bombardeio aconteceu em Rann, estado de Borno, esta manhã.

"As equipes da Médicos sem Fronteiras viram 120 feridos e 50 mortos", declarou a organização humanitária, que também condenou "um ataque chocante e inaceitável".

Em entrevista coletiva em Maiduguri, capital de Borno, o general Lucky Irabor reconheceu o "incidente" e a existência de vítimas civis, mas não divulgou números.

O general Irabor explicou ter recebido "informações sobre concentrações de terroristas de Boko Haram em alguma parte da região de Kala-Balge".

"Obtivemos as coordenadas, e ordenei à Força Aérea que interviesse para resolver o problema. Fez-se o bombardeio, mas, infelizmente, habitantes foram alcançados", acrescentou.

Funcionários locais da MSF e do CICR, assim como dois soldados, também ficaram feridos, completou.

A MSF e o CICR se encarregam da distribuição de alimentos nos campos de deslocados de Rann, que abandonaram suas casas fugindo da violência do Boko Haram.

abu-phz/cl/jh/lmm/mb/cn/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos