Justiça sul-coreana rejeita pedido de prisão contra herdeiro da Samsung

Seul, 18 Jan 2017 (AFP) - Um tribunal de Seul rejeitou nesta quinta-feira um pedido de prisão contra o herdeiro do grupo Samsung, Lee Jae-Yong, com base na investigação do escândalo de corrupção que envolve a presidente sul-coreana, Park Guen-Hye, informou a promotoria.

O tribunal do distrito central de Seul negou o pedido de prisão apresentado pela promotoria contra Lee na segunda-feira, por corrupção, malversação e perjúrio.

Os promotores acusam Lee de entregar ou prometer 43 bilhões de wons (36,3 milhões de dólares) em subornos à confidente de Park, Choi Soon-Sil.

Segundo os promotores, o dinheiro visava obter apoio do governo para a fusão de duas filiais da Samsung, um movimento crucial para a transmissão de poderes no grupo - o maior fabricante de smartphones do mundo e empresa-chave da economia sul-coreana - para Lee.

Para o tribunal, os promotores não apresentaram provas suficientemente sólidas para a prisão de Lee.

eb/pvh/lr

SAMSUNG ELECTRONICS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos