Obama: é de interesse dos EUA ter relações 'construtivas' com Rússia

Washington, 18 Jan 2017 (AFP) - O presidente americano, Barack Obama, disse nesta quarta-feira (18) que é de interesse dos Estados Unidos ter laços construtivos com a Rússia, mas reconheceu que a relação retornou a um espírito de confronto com a volta de Vladimir Putin à Presidência.

"Acho que é de interesse dos Estados Unidos e do mundo que tenhamos uma relação construtiva com a Rússia. Este tem sido o meu enfoque ao longo da minha Presidência", disse Obama em sua última coletiva antes de entregar o cargo a Donald Trump, na sexta-feira (20).

Obama declarou que, nos oitos anos de sua Presidência, pediu a Rússia que tivesse um papel "construtivo" no mundo e tentou colaborar com o Kremlin.

Ele ressaltou que, após a volta de Putin à Presidência, em 2012, uma crescente "retórica antiamericana" e um "espírito confrontativo", que evocava a Guerra Fria, "tornaram a relação mais difícil".

Em um momento delicado pela situação na Ucrânia e na Síria, Washington e Moscou aprofundaram sua desconfiança mútua após as acusações da Inteligência americana sobre a interferência russa na eleição presidencial.

Enquanto o governo em final de mandato e a comunidade de Inteligência se mantêm muito críticos em relação a Moscou, o próximo presidente dos EUA, Donald Trump, manifestou seu ceticismo quanto a essas acusações.

Os Estados Unidos impuseram sanções econômicas a pessoas próximas a Putin, após a invasão russa à Crimeia, que ampliou recentemente após as revelações de ciberpirataria nas eleições.

Obama também criticou Putin por se negar a aprofundar os compromissos sobre a redução de armas nucleares (START). De qualquer modo, o democrata deu a Trump o benefício da dúvida de uma nova relação com Moscou.

"Se o presidente eleito Trump conseguir reiniciar essas negociações de uma maneira séria, acho que resta muito espaço a ambos os países para reduzir nossos arsenais nucleares", disse Obama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos