Presidente do Panamá pede para saber 'toda a verdade' sobre subornos da Odebrecht

Panamá, 18 Jan 2017 (AFP) - O presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, pediu nesta quarta-feira que sejam conhecidos todos os detalhes sobre os mais de 59 milhões de dólares pagos em subornos pela Odebrecht em seu país para se beneficiar de contratos.

"Há uma indignação nacional, por isso que o Ministério Público tem que fazer justiça, apontar os culpados, que o país saiba toda a verdade e que se recupere o patrimônio", disse Varela a jornalistas.

Porcell também informou que os dois bancos no Panamá, cujos nomes não foram citados, estão "fornecendo informações" sobre o escândalo.

Porcell também não deu os nomes dos supostos envolvidos, o que gerou preocupação no país, por temores de que nunca se saiba quem foram aqueles que pagaram e receberam subornos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos