Estudante abre fogo em escola no México e deixa ao menos três feridos

Em Monterrey

  • Daniel Becerril/Reuters

    Pessoas deixam o Colegio Americano do Noroeste após estudante abrir fogo, em Monterrey, no México

    Pessoas deixam o Colegio Americano do Noroeste após estudante abrir fogo, em Monterrey, no México

Um estudante do ensino médio atirou contra colegas em um colégio de Monterrey, uma cidade industrial do noroeste do México, fazendo ao menos três feridos graves, informaram as autoridades mexicanas.

Pouco antes, Óscar Aboytes, porta-voz da Defesa Civil do estado de Nuevo León, havia indicado à AFP três mortos e cinco feridos no incidente.

"No Colégio do Noroeste, na colônia Paseo Residencial, um menor de idade entrou armado e atirou contra vários colegas", declarou o funcionário, ao informar que após o ataque o jovem tentou cometer suicídio, sem sucesso.

Esta é uma "situação sem precedentes, isso nunca aconteceu", afirmou, por sua vez, à imprensa Aldo Fasci, porta-voz de segurança para Nuevo Leon.

De acordo com a fonte, as autoridades ainda não determinaram a motivação para o ataque, mas há um vídeo em que um "menor saca a arma, dispara contra uma professora, depois contra outra criança. Fica um momento apontando para outros alunos e, em seguida, dispara" contra si próprio.

"As crianças têm acesso à internet, a este tipo de coisas que acontecem em outros países. Não temos mais nada a fazer a não ser dar apoio às famílias", disse ele.

A segurança nas escolas é um assunto recorrente na sociedade americana, traumatizada por massacres como Sandy Hook, Connecticut (nordeste), em 2012, no qual 20 crianças morreram.

Já o Colorado não esquece o horror do massacre de Columbine, em 1999, que deixou 15 mortos.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos