Acidente aéreo mata Teori Zavascki, ministro do Supremo encarregado da Lava-Jato

Rio de Janeiro, 19 Jan 2017 (AFP) - O juiz Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, morreu nesta quinta-feira na queda de um avião bimotor em Parati, no estado do Rio de Janeiro, informou seu filho no Facebook.

"Estimados amigos, acabamos de receber a confirmação de que papai faleceu. Obrigado a todos pela força" - escreveu Francisco Prehn Zavascki em seu perfil, pouco tempo depois do STF confirmar que o nome do ministro, de 68 anos, figurava na lista de passageiros.

A Marinha do Brasil confirmou a queda do avião, um Beechcraft C90GT, prefixo PR-SOM, que havia partido do aeroporto do Campo de Marte, em São Paulo, às 13H00 local.

O avião caiu no mar próximo à ilha Rasa, por volta das 13H30, quando chovia na região.

"Neste momento, 50 militares e três barcos da Marinha estão trabalhando no resgate, além de uma equipe dos bombeiros do Estado do Rio de Janeiro", informaram os militares.

Segundo os bombeiros, ao menos três pessoas morreram no acidente. O avião transportava cinco pessoas.

Imagens do local da queda mostravam partes da fuselagem do aparelho fora d'água.

A Força Aérea Brasileira (FAB) revelou que uma equipe do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos foi enviada a Paraty para investigar o acidente.

Relator da Lava-Jato no STF, Zavascki, 68 anos, se encontrava na fase de homologação das delações de 77 ex-executivos da construtora Odebrecht, envolvidos no maior escândalo de corrupção da história do Brasil.

Era esperado que o ministro suspendesse o sigilo dos cerca de 900 depoimentos ligados à Lava-Jato assim que homologasse as delações, possivelmente após o recesso do Judiciário, no início de fevereiro.

O presidente Michel Temer decretou três dias de luto: "Uma homenagem modesta a quem tanto serviu à classe jurídica, aos tribunais e ao povo brasileiro".

O juiz Sérgio Moro, encarregado da Operação Lava Jato, se disse "perplexo" e chamou Teori Zavascki de "herói brasileiro".

Ainda não está claro quem herdará a relatoria da Lava Jato, mas a assessoria de comunicação do STF disse à AFP que "será uma decisão jurídica" que determinará se haverá distribuição entre os demais juízes do tribunal ou será assumido por quem o substituir.

Os juízes do STF são designados pelo presidente da República com o aval do Senado.

O delegado da Polícia Federal Marcio Anselmo, um dos investigadores do "Petrolão", pediu que se investigue a morte de Zavascki, destacando que ocorreu "nas vésperas da homologação da delação premiada da Odebrecht". "Este 'acidente' deve ser investigado a fundo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos