Vaticano substitui seu delegado para diálogo na Venezuela

Caracas, 19 Jan 2017 (AFP) - O Vaticano substituiu seu delegado para o diálogo entre o governo e a oposição da Venezuela, num momento em que busca reativar as negociações, congeladas desde dezembro.

A Santa Sé enviou uma carta à coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD), na qual informa que o monsenhor Claudio María Celli renunciou a sua visita nos próximos dias e será substituído pelo núncio em Caracas, Aldo Giordano.

"Desejo informá-lo que o monsenhor Claudio María Celli renunciou a sua visita à Venezuela para os próximos dias, portanto não participará das possíveis reuniões previstas", afirma a carta que Giordano enviou ao secretário-executivo da MUD, Jesús Torrealba, que a divulgou nesta quinta-feira.

O governo e a oposição iniciaram no dia 30 de outubro um diálogo, com os auspícios do Vaticano e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), para tentar resolver a crise política e econômica do país.

Mas a negociação foi interrompida no dia 6 de dezembro, depois que a MUD acusou o governo de Nicolás Maduro de descumprir o pactado. A aliança exige a antecipação das eleições presidenciais previstas para 2018, o que Maduro descarta.

A comunicação do Vaticano não esclarece se a renúncia de Celli é definitiva ou se ele comparecerá a futuras reuniões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos