Cidade natal de Melania Trump saúda primeira-dama com pipoca e salsichão

Sevnica, Eslovênia, 20 Jan 2017 (AFP) - Sevnica é uma cidadezinha da pequena Eslovênia, mas nesta sexta-feira ficou sob os holofotes do mundo, graças à sua filha mais famosa, a nova primeira-dama americana, Melania Trump, o que alguns comemoraram com uma exótica mistura de pipoca e salsichão.

"Estamos muito orgulhosos, todo mundo de Sevnica está muito orgulhoso", declarou à AFP o prefeito Srecko Ocvirk em sua pitoresca residência, localizada ao lado de um rio, no centro do país, menor em tamanho do que o estado de Nova Jersey, um dos menores dos Estados Unidos.

"Quando alguém de um lugar pequeno como este faz esse sucesso, isso representa uma grande motivação para o lugar e seu povo", acrescentou. "Hoje, Melania nos colocou no mapa do mundo", afirmou, com orgulho.

Melanija Knavs, seu nome de batismo, chegou ao mundo em 1970, quando a Eslovênia ainda fazia parte da Iugoslávia comunista, filha de um empresário do mundo da moda.

Sua carreira como modelo começou na adolescência, quando foi descoberta por um fotógrafo de moda da capital, Liubliana, a 100 km de sua cidade.

A partir de então, sua carreira no exterior decolou e ela se estabeleceu em Nova York, onde em 1998 conheceu e enfeitiçou seu futuro marido, Donald Trump, 24 anos mais velho.

Agora, é mais conhecida apenas como Melania, tornando-se em 2005 sua terceira esposa e adotando em 2006 a nacionalidade americana.

Um ano depois, nascia Barron, o único filho dela e o quinto do magnata.

"Muitos de nós gostamos de que (Melania) tenha nascido aqui, embora embora ela tenha vivido nos Estados Unidos durante muitos anos", comentou à AFP Matej, engenheiro de Sevnica.

Antes de Melania ficar famosa, Sevnica, com apenas 5.000 habitantes, era conhecido por suas rendas, fábricas de moda e um castelo com 900 anos de antiguidade.

Mas assim que a corrida de Trump à Casa Branca se tornou uma realidade, o prefeito e a secretaria de turismo começaram a usar a fama de sua cidadã ilustre para colocar Sevnica no circuito turístico do país alpino.

Assim, o número de visitantes americanos aumentou 11% em um ano, alcançando 80.000 entre janeiro e outubro do ano passado, e são aguardados mais.

Os empresários locais redobraram os esforços para tirar proveito com a criação de novos produtos, como bolos "Melania" e pantufas "Casa Branca", mas sofreram um revés quando um advogado de Trump advertiu que tivessem cuidado com as marcas.

O risco de que aparecessem xícaras, pratos e camisetas com a imagem de Melania e seu marido levou o casal a contratar um escritório de advocacia esloveno para evitar qualquer exploração comercial não autorizada.

A cidade de Sevnica retirou, ainda, um grande cartaz publicitário com a imagem de Melania e um produtor de mel recusou-se a usar sua foto em potes de seu produto. Uma pizzaria que apresentava no menu um hambúrguer "Trump", decidiu renomeá-lo de "Presidencial".

Provavelmente, o 45º presidente americano nunca ficará sabendo, mas no restaurante Dolinsek, uma centena de pessoas, segundo constatou um jornalista da AFP, comemoraram a posse de Trump com uma refeição preparada por um cozinheiro "presidencial".

Trata-se de Jozef Oseli, que foi chef oficial do ex-ditador iugoslavo Josip Broz Tito quando estava na Eslovênia.

Os comensais pagaram 34 euros por um menu servido enquanto a TV exibia a posse de Trump. Eles puderam apreciar a "original" combinação de pipoca e salsichão local "First Lady", explicou o gerente do estabelecimento, Martin Dolinsek.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos