EUA: Senado confirma general James Mattis como secretário da Defesa

Washington, 21 Jan 2017 (AFP) - O Senado dos Estados Unidos confirmou James Mattis como secretário da Defesa, nesta sexta-feira (20), na primeira ratificação de um membro do gabinete do novo governo de Donald Trump.

O ex-chefe dos Marines, de 66 anos, é uma das personalidades menos polêmicas entre os indicados pelo presidente republicano.

Pouco depois, o Senado aprovou o nome do general John Kelly como secretário de Segurança Interna.

Em seu primeiro comunicado à imprensa como presidente, Trump expressou satisfação pelas confirmações dos generais Mattis e Kelly, que definiu como "líderes incrivelmente qualificados".

"Estou orgulhoso de ter estes dois heróis em minha administração".

Trump também exortou o Senado a "cumprir com suas obrigações constitucionais e confirmar rapidamente o restante dos altamente qualificados nomeados para o gabinete".

No caso de Mattis, a confirmação exigiu medidas especiais.

O primeiro documento firmado por Trump nesta sexta-feira foi um decreto exonerando Mattis da obrigatoriedade de permanecer sete anos na reserva antes de assumir a Defesa.

A legislação americana determina que um militar deve passar ao menos sete anos na reserva para poder assumir a função de Secretário da Defesa, e Mattis abandonou a ativa há apenas quatro anos.

Como novo secretário da Defesa, Mattis chefiará o gigantesco aparato militar americano, que inclui dois milhões de pessoas, sendo 1,3 milhão de militares, e um orçamento anual de 600 bilhões de dólares.

Minutos após a posse de Trump, o site da Casa Branca publicou um breve documento no qual a administração descreve sua visão política da Defesa.

Segundo o documento, o novo governo se propõe a "reconstruir as Forças Armadas", já que Washington "não permitirá que outras nações superem nossa capacidade militar".

No departamento de Segurança Interna, o general Kelly será o responsável pela administração da segurança da fronteira e o destino dos imigrantes ilegais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos