Ivanka Trump pede que deem uma oportunidade ao seu pai

Nova York, 20 Jan 2017 (AFP) - Ivanka, filha de Donald Trump, convocou os opositores de seu pai a dar "uma oportunidade" a ele.

Ao ser consultada pela rede ABC poucas horas antes da posse de Trump como presidente dos Estados Unidos, Ivanka, de 35 anos, reconheceu que "o país está muito dividido".

Mas "vi, durante toda a minha vida, que meu pai é um grande unificador. Então eu diria a cada um de seus críticos: 'deem tempo a ele, deixem que assuma suas funções, deixem que prove que vocês estão equivocados'", pediu.

Também disse que o discurso de posse de seu pai será "de união e de otimismo".

Para as mulheres inquietas diante da chegada ao poder do magnata imobiliário, muitas das quais planejam um protesto no sábado contra o novo presidente, disse que "por toda a sua vida mostrou seu apoio e sua defesa das mulheres".

Consultada acerca dos permanentes tuítes de seu pai, reconheceu que "às vezes falo para que não faça isso". No entanto, indicou que o Twitter é uma ferramenta "muito potente" que lhe permitiu "levar diretamente" sua mensagem.

Ivanka, uma ex-modelo que se tornou mulher de negócios, também considerou impróprio o título de "autêntica primeira-dama" atribuído a ela por vários meios de comunicação americanos, pelo fato de ter estado mais visível junto a Trump que Melania, a terceira esposa do magnata.

"Há apenas uma primeira-dama, e Melania será uma grande primeira-dama, e estou orgulhosa dela", disse Ivanka.

Enquanto seu marido Jared Kushner foi designado alto conselheiro da Casa Branca, esta mãe de três filhos pequenos disse que se propõe a "viajar através do país para ouvir e ver como posso contribuir com um valor agregado positivo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos