Para Kremlin, novas destruições em Palmira são "verdadeira tragédia"

Moscou, 20 Jan 2017 (AFP) - As novas destruições de tesouros antigos perpetradas pelos extremistas do Grupo Islâmico (EI) em Palmira, cidade do centro da Síria, são uma "verdadeira tragédia", declarou nesta sexta-feira o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

"O que acontece (em Palmira) é uma verdadeira tragédia do ponto de vista da herança cultural e histórica mundial", declarou a jornalistas, lamentando "que os atos bárbaros continuem".

"Segundo o que sabemos, as forças sírias não abandonaram seus planos para libertar essa cidade dos terroristas", disse o porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin. Ele acrescentou que "as forças russas continuam ajudando as sírias na luta contra o terrorismo".

Pouco antes, o ministro das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, afirmou em uma coletiva de imprensa que não sabia "até que ponto essas informações são verdadeiras".

Segundo as informações, o EI teria destruído o Tetrápilo, um monumento de 16 colunas do final do século III e teria danificado a fachada do teatro romano, que data do século I.

or-tbm/nm/prh/age/mb/cc

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos