Vinte e nove rebeldes morrem em bombardeios da coalizão árabe no Iêmen

Adem, 20 Jan 2017 (AFP) - A coalizão militar árabe liderada por Riad que intervém no Iêmen matou em 24 horas pelo menos 29 rebeldes em uma série de bombardeios na província de Hodeida, junto ao Mar Vermelho, informaram nesta sexta-feira fontes militares.

Outros 20 rebeldes xiitas huthis e seus aliados, os partidários do presidente Ali Abdallah Saleh, ficaram feridos nos ataques, contra dois campos militares, um depósito de armas e um caminhão carregado de armas, localizados em vários pontos da província de Hodeida, segundo as fontes.

Os bombardeios acontecem no momento em que as forças do governo, apoiadas pela coalizão árabe, dão continuidade a uma ofensiva lançada no começo de janeiro na região de Dhubab, perto do estreito estratégico de Bab al Mandeb, uma importante passagem marítima que separa o Mar Vermelho do Oceano Índico, no sudoeste do Iêmen.

O objetivo da operação é tomar dos rebeldes as zonas que margeiam o Mar Vermelho ao longo de 450 km, entre elas as cidades de Moja, Hodeida e Midi, na fronteira com a Arábia Saudita, segundo oficiais das forças leais ao presidente Abd Rabo Mansur Hadi.

No sul da capital, Sanaa, nas mãos dos rebeldes, aviões da coalizão bombardearam na manhã de hoje uma base da Guarda Republicana controlada pelos huthis, provocando explosões que levaram famílias a fugir de casa, segundo testemunhas.

faw-jj/tm/vl/es/ra/lb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos