Atentado em acampamento na Síria deixa pelo menos onze mortos

Beirute, 21 Jan 2017 (AFP) - Um atentado com carro-bomba matou neste sábado ao menos onze civis em um acampamento de deslocados na Síria, perto da fronteira com a Jordânia, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Uma fonte militar da Jordânia, citada pela agência de imprensa oficial Petra, confirmou este ataque perpetrado no acampamento Al Rokban, e deu o balanço de 14 feridos que foram transferidos a uma clínica próxima.

Dos onze mortos, "quatro pertenciam a uma mesma família", segundo o OSDH.

Outras quatro pessoas pertenciam a tribos locais do leste da Síria que lutam contra o grupo radical Estado Islâmico (EI).

O OSDH, dirigido por Rami Abdel Rahman, conta com uma rede de fontes informativas em todo o país.

Cerca de de 85.000 deslocados se encontram neste acampamento improvisado de Al Rokban, situado no extremo sul da Síria, segundo a ONU.

O campo se encontra em uma região desértica, na fronteira com a Jordânia.

As autoridades jordanianas impedem a entrada desses sírios por suspeita de que parte deles sejam partidários do grupo extremista Estado Islâmico (EI) e porque, segundo elas, a maioria vem de zona sob controle do mesmo, como Raqa (norte) e Deir Ezor (este).

Além disso, a Jordânia deixa passar a conta-gotas a ajuda humanitária destinada a este acampamento desde o atentado suicida de 21 de junho contra seu exército na região de Rokban. O reino decretou "zona militar fechada" suas fronteiras com a Síria e o Iraque.

A região desértica se encontra em um triângulo em que confluem as fronteiras de Jordânia, Síria e Iraque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos