Sete pessoas são presas por roubo de diamantes em Amsterdã em 2005

Haia, 21 Jan 2017 (AFP) - Sete pessoas foram presas na Holanda e Espanha, 12 anos depois do roubo de diamantes no aeroporto de Amsterdã, Schiphol, anunciou neste sábado a polícia militar holandesa.

Com valor estimado em 72 milhões de dólares, os diamantes foram roubados em 25 de fevereiro de 2005, quando homens armados roubaram um blindado da companhia aérea KLM em uma parte fechada e protegida do aeroporto, publicou a polícia militar em sua página no Facebook.

A polícia "efetuou nesta sexta-feira e sábado sete prisões no total, relacionadas ao roubo e a lavagem de dinheiro", assinalou. Tratam-se de cinco homens e duas mulheres de nacionalidade holandesa.

"As prisões ocorreram em Amsterdã e em Valencia, leste da Espanha. Não estão descartadas outras prisões", acrescentou.

Grande parte dos diamantes foi encontrada logo após o roubo, no veículo usado na fuga, mas o restante das joias, de valor calculado em 43 milhões de dólares, continua sendo procurado.

Pouco após o roubo, um dos maiores da história da Holanda, quatro pessoas foram presas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos