Atentado em mercado do Paquistão deixou 24 mortos

Peshawar, Paquistão, 22 Jan 2017 (AFP) - Ao menos 24 pessoas morreram em um atentado com bomba cometido no sábado contra um mercado de um bairro majoritariamente xiita das zonas tribais do noroeste do Paquistão, segundo um novo balanço divulgado neste domingo.

O atentado, reivindicado por talibãs paquistaneses, foi cometido em um mercado de verduras muito movimentado da cidade de Parachinar, no distrito de Kurram, uma zona tribal fronteiriça com o Afeganistão.

"O número de mortos chega agora a 24, já que quatro dos feridos morreram", declarou Naseerulah Khan, um responsável regional, que acrescentou que o número de feridos era de 90.

Um balanço preliminar informava sobre 20 mortos.

Ikramullah Khan, um responsável do governo local, afirmou que a explosão foi provocada por um artefato artesanal escondido em uma caixa de verduras.

Em um telefonema à AFP, a facção Hakimullah Mehsud dos talibãs paquistaneses Tehreek-e-Taliban Pakistan (TTP) reivindicou o atentado.

"Seu objetivo é vingar a morte dos nossos, mortos pelas forças de segurança, e dar uma lição aos xiitas por seu apoio a Bashar al-Assad", o presidente sírio, procedente da minoria alauita, braço do islã xiita, afirmou o porta-voz do grupo, Qari Saifullah.

Kurram é um dos sete distritos tribais semiautônomos do Paquistão que são regidos por leis e costumes locais.

Este distrito foi palco de confrontos entre muçulmanos sunitas e xiitas. Estes últimos constituem cerca de 20% dos 200 milhões de habitantes do Paquistão.

la-sjd/amj/an/es-me/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos