China registra explosão da natalidade após fim da política do filho único

Pequim, 23 Jan 2017 (AFP) - A China registrou no ano passado o maior número de nascimentos do século, uma explosão da natalidade que foi registrada depois que o país abandonou a política do filho único, em 2015.

No país nasceram 17,86 milhões de crianças em 2016, um aumento de 7,9% em comparação com o ano anterior.

Destes nascimentos, a metade ocorreu em famílias que já tinham um filho, indicou no domingo Yang Wenzhuang, representante da Comissão Nacional de Saúde e Planejamento Familiar.

O total de crianças nascidas representa uma alta de 1,31 milhão em relação a 2015, segundo um artigo publicado pelo jornal oficial China Daily.

Desde o fim da década de 1970, a China, o país mais populoso do mundo, impôs uma rígida política para controlar o aumento da população, estabelecendo multas e recorrendo inclusive a abortos forçados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos