Indonésia detém 17 suspeitos de vínculos com EI expulsos da Turquia

Jacarta, 23 Jan 2017 (AFP) - A polícia indonésia deteve 17 pessoas suspeitas de ter vínculos com o grupo extremista Estado Islâmico, que haviam sido deportadas da Turquia por medo de que sua viagem tivesse como objetivo entrar na Síria, anunciaram nesta segunda-feira as autoridades.

Na Indonésia, o país muçulmano mais populoso do mundo, centenas de pessoas viajaram à Síria e ao Iraque para combater nas fileiras de grupos extremistas.

Os 17 suspeitos, entre eles vários menores, foram detidos no sábado no aeroporto internacional de Jacarta, em sua chegada de um voo procedente de Istambul, informou Rikwanto, um porta-voz da polícia.

As autoridades turcas suspeitam que o grupo tentava chegar à Síria.

"Os dados mostram que estão vinculados ao EI", declarou Rikwanto à AFP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos