Papa critica o 'dinheiro ensanguentado' da máfia italiana

Cidade do Vaticano, 23 Jan 2017 (AFP) - O papa Francisco criticou nesta segunda-feira o que chamou de dinheiro ensanguentado das organizações mafiosas italianas, ao receber no Vaticano os membros da luta antimáfia e antiterrorista italiana.

"Peço a Deus, justo e misericordioso, que alcance o coração dos homens e mulheres das diferentes máfias, para que parem de fazer mal, se convertam e mudem de vida. O dinheiro dos negócios sujos e dos delitos mafiosos é dinheiro ensanguentado, que produz poder iníquo", afirmou.

"O fenômeno da máfia, que é a expressão de uma cultura da morte, deve ser contra-atacado e combatido, ainda mais que se opõe radicalmente à fé", afirmou ainda.

Em uma histórica visita em março de 2015 a Nápoles, o Papa condenou as organizações mafiosas, "que exploram e corrompem os jovens, os pobres e os desfavorecidos".

Nesta segunda, felicitou o "trabalho difícil e arriscado" das pessoas que perseguem as organizações mafiosas na Itália.

"A sociedade precisa ser saneada da corrupção, das extorsões, do tráfico ilícito de narcóticos e de armas, do tráfico de seres humanos, enquanto tantas crianças estão reduzidas à escravidão", insistiu.

O Papa incentivou os especialistas a reforçarem sua ação contra o tráfico de migrantes, "os mais frágeis entre os frágeis".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos