Greenpeace protesta contra Trump com enorme cartaz perto da Casa Branca

Washington, 25 Jan 2017 (AFP) - Ativistas do Greenpeace penduraram nesta quarta-feira um grande cartaz com a palavra "Resistir" em uma grua de construção perto da Casa Branca para protestar contra o presidente americano, Donald Trump.

A organização ambientalista afirmou em sua página no Facebook que o objetivo da ação é criticar o que chamou de a negação de Trump às mudanças climáticas, seu racismo, misoginia, homofobia e intolerância.

Sete ativistas subiram no guindaste, penduraram o cartaz de 20 por 10 metros com a palavra "Resistir" em letras pretas sobre um fundo amarelo, que podia ser visto da Casa Branca, e ficaram ali até metade da manhã, segundo o Greenpeace.

"As pessoas neste país estão prontas para resistir e se levantar de maneiras que nunca fizeram antes", disse Karen Topakian, presidente do conselho executivo do Greenpeace Inc.

"Embora o desprezo e o desrespeito de Trump por nossas instituições democráticas me assustem, eu estou muito inspirada pelo movimento multigeracional de progresso que está crescendo em cada estado. O Greenpeace tem usado a não-violência para resistir a tiranos desde 1971, e nós não vamos parar agora", acrescentou Topakian.

"O sol nasceu nesta manhã em uma nova América, mas esta não é a de Donald Trump", disse Pearl Robinson, um dos ativistas que penduraram a bandeira.

"Tenho medo não só das políticas do novo governo, mas também do povo encorajado por esta eleição a cometer atos de violência e ódio. Agora é a hora de resistir", disse Robinson.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos