Menina síria famosa por seus tuítes envia mensagem para Trump

Istambul, 25 Jan 2017 (AFP) - Uma menina síria que se tornou famosa por seus tuítes durante o cerco a Aleppo lançou um pedido de ajuda para as crianças sírias em carta aberta enviada ao novo presidente americano Donald Trump, informou a BBC.

"Sou uma das crianças sírias que sofreu com a guerra na Síria", escreve Bana Al Abed, de 7 anos, evacuada em dezembro de Aleppo para a Turquia, em uma carta transmitida por sua mãe à BBC e citada pela rádio na noite de terça-feira.

Na carta, Bana explica a Trump que sua escola em Aleppo foi destruída por bombardeios e que muitos de seus amigos morreram.

"Agora, na Turquia, posso sair e brincar. Posso ir ao colégio, apesar de ainda não ir. Por isso, a paz é importante para todo mundo, inclusive para o senhor", escreveu.

"Mas milhões de crianças sírias não estão como eu neste momento e continuam sofrendo em diferentes regiões da Síria", acrescentou.

"É preciso fazer algo pelas crianças da Síria porque elas são semelhantes a suas crianças e merecem viver em paz como o senhor", afirma ainda.

Entre os mais de 300.000 mortos durante a guerra na Síria em seis anos, há ao menos 15.000 crianças.

De setembro a dezembro de 2016, esta menina se converteu num ídolo das redes sociais ao tuitar cm sua mãe em meio ao inferno diário de Aleppo.

Ela relatou momentos comoventes da vida da cidade sitiada, o que foi denunciado pelo governo de Bashar Al Assad como propaganda.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan a recebeu em 21 de dezembro com sua família após terem sido evacuados da cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos