França: candidato da direita às presidenciais admite que esposa trabalha para ele

Paris, 26 Jan 2017 (AFP) - François Fillon, candidato da direita e favorito na campanha para as eleições presidenciais francesas, contra-atacou nesta quinta-feira, ao reagir às suspeitas de que teria empregado a esposa em um cargo-fantasma, afirmando que ela sempre trabalhou para ele de forma "legal e real".

"Não há a menor dúvida" sobre o emprego "legal", "real" e "perfeitamente transparente" de sua mulher, Penelope, como assessora parlamentar, assegurou o candidato conservador, em declarações à emissora TF1, denunciando "o caráter abjeto desta acusação, que consiste em afetar minha mulher para me afetar", faltando três meses para a escolha do sucessor de François Hollande no Palácio do Eliseu.

dec-dab/age/jz/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos