Medidas de Trump sobre imigração despertam críticas e elogios

Los Angeles, 26 Jan 2017 (AFP) - O presidente americano, Donald Trump, assinou duas ordens executivas na quarta-feira (25) com o objetivo de construir um muro ao longo de toda a fronteira com o México e para impedir que as "cidades santuários" deem proteção para imigrantes sem documentos.

Políticos e ativistas de todo o país criticaram as medidas, jurando lutar contra elas "como loucos" e prometendo um confronto.

Apoiadores, a maioria republicanos, aclamaram as medidas como forma de proteger o país de criminosos e do terrorismo.

A seguir algumas reações:

- "Revogue essa ordem imediatamente" -"Qualquer tentativa de forçar governantes locais a abandonarem políticas que mantiveram nossas cidades seguras não é somente inconstitucional, como um ameaça à segurança de nossos cidadãos".

"Eu imploro ao presidente Trump que revogue essa ordem executiva imediatamente. Se ele não fizer, eu farei tudo que puder para lutar contra isso".

-- Procurador-geral de Nova York Eric Schneiderman, ao comentar sobre a ordem relativa às cidades santuários.

- "Criminosos, drogas, terroristas" -"Aplaudo o presidente por agir rapidamente para pôr em prática as barreiras de defesa que precisamos para manter criminosos, drogas e potenciais terroristas fora do nosso país".

-- Congressista do Texas Michael McCaul, presidente do Comitê de Segurança Interna.

- "Traindo nossos valores" -"Nós não nos intimidaremos com ameaças de corte de fundos das cidades que acreditam na noção fundamental de que ninguém é ilegal. Nenhum montante federal é suficiente para trairmos nossos valores".

-- Jesse Arreguin, prefeito de Berkeley, Califórnia, em comunicado conjunto com os prefeitos de San Francisco, San José e Oakland, que são cidades santuários.

- "Não-americano" -"Não é só injusto como 'não-americano' negar a liberdade a alguém por causa do lugar de onde ele veio ou pela forma como ele chegou aqui, e nós estamos preparados para lutar contra esse abuso das liberdades civis e para defender os direitos conquistados pela nossa Constituição para TODAS as pessoas que vivem nos Estados Unidos".

-- Angie Junck, advogado do Centro de Recursos Legais para Imigrantes.

- "Raiva, medo, choque" -"Não importa quão alto o muro será, sempre haverá uma escada que vai ser um centímetro mais alta".

"Esse é um dos dias mais tristes da minha vida. É nojento e vergonhoso que o homem mais poderoso do mundo tenha acabado sendo Donald Trump".

-- Enrique Morones, fundador e diretor do "Border Angels", em San Diego, que trabalha com imigrantes.

- "Mais direitos que os americanos" -"Aplaudo o presidente Trump por iniciar esse processo e estou esperançoso de que o Congresso seguirá as penas para as cidades que apoiarem atividades ilegais".

"Aqui em Lousiana nós perdemos o chefe dos bombeiros em um acidente causado por um imigrante ilegal. Nós vimos crianças sendo exploradas sexualmente por imigrantes ilegais. É muito errado que imigrantes ilegais tenham mais direitos do que os cidadãos americanos".

-- Procurador-geral da Louisiana Jeff Landry.

- "Vergonha" -"Que não haja engano sobre isso. As ordens executivas de hoje sobre imigração são extremamente caras para os contribuintes, representam uma afronta à decência humana, atingem a história e os valores de nossa nação e envergonham um homem que, a partir deste dia, não pode dizer que luta pela justiça e pela liberdade para todos".

-- Coalizão pelos Direitos Humanos dos Imigrantes de Los Angeles

- "Reforça o medo e o ódio" -"Leis e ordens executivas como essas não irão melhorar a segurança de nossa nação; ao contrário, irão reforçar o medo, o ódio e a divisão dentro do país. Imigrantes e refugiados se tornaram legisladores, doutores, engenheiros e homens de negócios que contribuíram positivamente para o que os Estados Unidos são - tê-los como alvos é equivocado e contra os valores fundamentais do nosso país".

-- Hanif Mohebi, diretor-executivo do Conselho das Relações americano-islâmicas em San Diego.

- "Bem-vindos em Chicago" -"Não há nenhum estranho entre nós. Damos as boas-vindas às pessoas, independentemente se são da Polônia ou do Paquistão, se são da Irlanda, Índia ou Israel, se são do México ou da Moldávia - de onde meu pai veio. Vocês sempre serão bem-vindos em Chicago enquanto perseguirem o 'sonho americano'".

--Rahm Emmanuel, prefeito de Chicago, uma das cidades santuários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos