Mais de 100 mortos em combates entre rebeldes e o exército no oeste do Iêmen

Aden, Iêmen, 29 Jan 2017 (AFP) - Mais de 100 pessoas morreram em 24 horas no Iêmen em ataques aéreos e combates entre as forças pró-governo e os rebeldes huthis pelo controle de zonas costeiras do Mar Vermelho, informaram fontes militares e médicas.

Os rebeldes e seus aliados perderam 90 homens, de acordo com as fontes. Os combates na região de Moca, sudoeste do país, custaram a vida de pelo 19 soldados leais ao regime.

As tropas leais ao presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, respaldadas por uma coalizão árabe sob comando saudita, tentam reconquistar a cidade de Moca, onde enfrentam uma forte resistência dos rebeldes.

Aviões de combate e helicópteros Apache da coalizão executaram ataques contra as posições rebeldes em Moca, incluindo uma base militar controlada pelos insurgentes, e contra seus reforços no litoral da província de Hodeida, mais ao norte, indicaram as mesmas fontes.

O hospital militar de Hodeida recebeu nas últimas 24 horas "os corpos de mais de 90 rebeldes e vários feridos", declarou à AFP uma fonte médica.

A guerra do Iêmen envolve as forças pró-governo, respaldadas por uma coalizão liderada pela Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos, e os rebeldes xiitas huthis, apoiados pelo Irã, que controlam grandes faixas de território, incluindo a capital Sanaa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos