Chanceler alemã denuncia o caráter antimuçulmano do decreto de Trump

Berlim, 30 Jan 2017 (AFP) - A chanceler alemã Angela Merkel denunciou nesta segunda-feira o caráter antimuçulmano do decreto anti-imigração do presidente americano Donald Trump, que diz respeito a sete países majoritariamente muçulmanos.

"A luta necessária contra o terrorismo não justifica de forma alguma generalizar a suspeita contra as pessoas em função de sua crença, neste caso as pessoas de fé muçulmana, ou em função de sua origem", afirmou Merkel falando à imprensa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos