Venezuela abre postos de gasolina em reais e pesos colombianos

Em Caracas

  • Marco Bello/ Reuters

    Posto de gasolina da estatal venezuelana PDVSA, em Caracas

    Posto de gasolina da estatal venezuelana PDVSA, em Caracas

A Venezuela deve inaugurar nesta segunda-feira três novos postos internacionais de gasolina, dois na fronteira com a Colômbia e um na fronteira com o Brasil, anunciou no domingo (29) o presidente Nicolás Maduro.

"Para combater o contrabando com a venda de gasolina em pesos (colombianos), a partir de amanhã (hoje, segunda-feira) no Estado Apure (sul) vamos abrir dois postos na fronteira com a Colômbia", disse.

Em Bolívar, na localidade de Santa Elena de Uairén, fronteira com o Brasil, o governo vai inaugurar o terceiro posto internacional de gasolina, onde o litro custará, de acordo com Maduro R$ 1,50.

No início do mês, a Venezuela passou a vender gasolina em pesos colombianos no Estado de Táchira, perto da fronteira com a Colômbia, onde o litro do combustível custa 1.200 pesos colombianos (cerca de R$ 1,30), um preço muito superior aos dos postos no restante da Venezuela, mas menor do que na Colômbia, onde custa entre R$ 1,58 e R$ 2,20.

A Venezuela tem a gasolina mais barata do mundo: o litro de octanagem 91 custa um bolívar (R$ 0,01) e o litro de octanagem 95 seis bolívares (R$ 0,03).

O governo tenta desestimular o contrabando de gasolina para outros países ao elevar o preço do combustível nas fronteiras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos