Desemprego cai na zona do euro a 9,6% em dezembro

Bruxelas, 31 Jan 2017 (AFP) - O desemprego na zona do euro caiu em dezembro a 9,6%, seu nível mais baixo desde maio de 2009, indicou nesta terça-feira o escritório europeu de estatísticas Eurostat, uma queda maior que a estimada pelos analistas.

O último mês de 2016 registrou quase 15,6 milhões de desempregados nos 19 países do euro, contra os quase 15,7 milhões em novembro (9,7%, dados revisados), disse o Eurostat. Os analistas do provedor de serviços financeiros Factset estimavam 9,8% para os dois meses.

Embora o desemprego tenha experimentado neste mesmo período uma forte queda na Espanha (de 18,7% a 18,4%) e em Portugal (de 10,5% a 10,2%), o número de pessoas desempregadas segue superando a barreira simbólica de 10% nos países do sul da Europa, mais castigados pela crise financeira de 2008.

A Grécia segue liderando o número de desempregados com 23% (números de outubro), seguida de Espanha, enquanto a primeira economia da zona do euro, Alemanha, registra novamente o menor número de pessoas desempregadas, com 3,9% em dezembro, assim como no mês anterior.

O desemprego entre os jovens encontra-se, por sua vez, em níveis elevados na zona do euro, com uma leve queda a 20,9% em dezembro. Na Espanha, o número de menores de 25 anos desempregados caiu em dezembro a 42,9%.

Por sexos, a porcentagem de mulheres desempregadas nos países com a moeda única caiu em dezembro a 9,9%, acima do número entre os homens (9,3%).

Em relação aos 29 países da União Europeia, o número total se situou em dezembro em 8,2%, pouco mais de 20 milhões de desempregados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos