ELN afirma manter em cativeiro soldado desaparecido na Colômbia

Bogotá, 31 Jan 2017 (AFP) - A guerrilha ELN da Colômbia, que prevê iniciar na próxima semana negociações de paz com o governo, declarou em um comunicado divulgado nesta terça-feira que tem em seu poder um soldado dado como desaparecido.

"No dia 24 de janeiro foi capturado por nossas unidades, o soldado Moreno Maecha Fredy (...) quando este realizava trabalhos de espionagem" no noroeste do país, informou a Frente de Guerra do Exército de Libertação Nacional (ELN) no texto, no qual também manifestou sua intenção de entregar o militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos