Escalada da violência no leste da Ucrânia preocupa os EUA

Washington, 31 Jan 2017 (AFP) - Os Estados Unidos manifestaram sua "profunda preocupação", nesta terça-feira (31), com a escalada de violência no leste da Ucrânia, onde rebeldes apoiados pela Rússia combateram as forças de Kiev durante três dias.

"Os combates deixaram dezenas de baixas de militares ucranianos e dez civis mortos. Também deixaram 17.000 civis - incluindo 2.500 crianças - sem água, abrigo, ou energia elétrica", declarou o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

No domingo (29), o centro industrial Avdiivka foi palco de confrontos entre insurgentes que tentam retomar um território controlado por Kiev, em meio a uma guerra que já dura quase três anos.

"Para impedir uma maior crise humanitária, pedimos um imediato e contínuo cessar-fogo e que se dê acesso completo e sem restrições aos monitores da OSCE", acrescentou o porta-voz, referindo-se à Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa, responsável por vigiar as violações da trégua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos