Nomeação de Tillerson como secretário de Estado espera confirmação do Senado

Washington, 31 Jan 2017 (AFP) - A nomeação de Rex Tillerson, ex-CEO da gigante do petróleo ExxonMobil, como chefe da diplomacia americana superou uma nova etapa na segunda-feira ao receber o voto favorável do Senado, que deve confirmar a indicação com outra votação nos próximos dias.

A nomeação de Tillerson, 64 anos e que nunca ocupou um cargo no governo, foi aprovada por 56 senadores, incluindo quatro democratas. Outros 43 votaram contra.

"Tem o perfil de experiência profissional a nível internacional que será útil como o próximo secretário de Estado", disse o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell.

Até o momento apenas quatro altos funcionários designados pelo presidente Donald Trump foram confirmados em seus cargos: James Mattis, novo secretário de Defesa (98 votos contra 1), John Kelly para Segurança Interna (88 contra 11), Mike Pompeo à frente da CIA (66-32) e Nikki Haley como representante na ONU (96-4) com status de membro do gabinete.

Nesta terça-feira, vários nomes indicados por Trump para integrar o governo devem passar por votações no Senado, incluindo a secretária dos Transportes Elaine Chao, o secretário de Energia Rick Perry, do Tesouro (Steve Mnuchin), Saúde (Tom Price) e Educação (Betsy DeVos).

Caso recebam votações favoráveis nas comissões, como se espera, as indicações devem ser confirmadas pelo plenário do Senado.

Trump pressiona para obter a confirmação de seu gabinete, mas de uma semana após o início de sua presidência.

A Casa Branca acusou os democratas no Senado de obstruir as nomeações. Trump acusou a oposição de "atrasar a formação do gabinete por razões políticas".

O líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer, irritado com o polêmico decreto anti-imigração de Trump, anunciou que seria contrário à maioria das nomeações do presidente, incluindo a de Tillerson e de Jeff Sessions, senador conservador escolhido para ser o secretário de Justiça.

Os senados têm 52 cadeiras das 100 que compõem o Senado. Para confirmar a nomeação de qualquer indicado é necessária maioria simples, o que significa que qualquer tentativa dos democratas para vetar as escolhas de Trump precisariam de votos republicanos.

O voto de confirmação de Tillerson pode acontecer na quarta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos